Loading...

'Mercado pode não estar preparado para incompetência de Bolsonaro', diz Financial Times

Um artigo publicado nesta quarta-feira, 27, pelo Financial Times aponta para os riscos que a economia brasileira pode ter que enfrentar para aprovar a reforma da Previdência. O texto, assinado pelo jornalista Jonathan Wheatley, ressalta que o mercado pode não estar preparado para lidar com a incompetência do presidente Jair Bolsonaro.




O texto publicado nesta semana ressalta que o mercado pode nāo estar preparado para lidar com a incompetência de Jair Bolsonaro (Fátima Meira/Futura Press)

“Investidores em mercados emergentes esperavam um ano de continuidade política em 2019, após uma série de eleições potencialmente transformadoras no ano passado. Mas passado um quarto de ano, as coisas não estão funcionando como planejado. O caminho para as reformas pró-mercado nas grandes economias em desenvolvimento está se mostrando mais difícil do que nunca”, detalha Wheatley.


O autor indica que “muitos investidores estão preparados para atuar o que alguns consideram como atitudes racistas, misóginas e homofóbicas” de Bolsonaro por sua promessa de um governo liberal que “faria reformas vitais para o sistema”.


Briga com Rodrigo Maia
“Na semana passada, ele e seu filho Carlos, que não tem nenhum papel oficial no governo, ofenderam publicamente o presidente da Câmara dos Deputados, que é a figura mais importante na condução da reforma enviada aos deputados no mês passado”, ressalta o autor no texto.


Mercado pode nāo estar preparado


Se antes os investidores estavam confiantes a respeito da aprovação da reforma da Previdência, hoje há dúvidas a respeito dela. Os riscos assumidos pelo mercado, que acredita que independente da capacidade do presidente, a reforma seria aprovada, podem nāo compensar. “Ele acabou sendo tão incompetente que essa afirmação não é mais verdadeira”, explica um banqueiro, a respeito do cenário otimista.


“Por enquanto, a maioria dos analistas espera que a reforma seja aprovada este ano, ainda que de forma muito diluída”, pontua.


Fonte: Yahoo Finanças

Política 58147823286050637

Postar um comentário

emo-but-icon

Página inicial item